Dica para Milão – Itália

Depois de conhecer Veneza partimos de carro para Milão. São 250 km de distância que pode ser feito de trem de alta velocidade Le Frecce com a duração de 2h e 25 min. Outra opção é pelo trem regional que embora faça a viagem em mais tempo você pode aproveitar para conhecer outras cidades nas paradas como Pádua, Bolonha e Parma. Ou se você vier de outros países existem voos diretos para cá.

milao-1

Chegando a Milão é nítida a diferença entre ela e romântica Veneza.  Afinal, Milão é o centro econômico da Itália. Agitada, chic, capital da moda, do designer, movimentada e elegante. Começamos a conhecê-la pela parte nova onde encontramos a guia Mariangela na Praça Aulenti.  Essa belíssima praça é em homenagem a arquiteta e designer milanesa de grande projeção internacional, morta em 2012.

milao-2

Em volta da praça você encontra excelentes lojas e uma fantástica livraria com um bom restaurante no interior chamado Red.

Passamos pela Porta Nova para chegar à parte antiga da cidade, no bairro de Brera que tem uma atmosfera parisiense, com os seus artistas, cafés ao ar livre, lojas exclusivas. Lá, conheci a pinacoteca que tem o melhor acervo de arte de Milão, a Praça de la Escala, a  Galeria Vittorio Emanuele que foi o primeiro shopping do mundo, a Catedral Duomo que é o cartão postal da cidade com sua arquitetura gótica sendo a 2ª maior catedral da Europa  e o Castello Sforzesco.

milao-3 milão

milao-4

Tivemos o prazer de provar um prato bem tipo Milanês no restaurante Giacomo Arengario.

Para fazer compras na cidade da moda, fui no Serravalle Designer Outlet.

Fiz um tour da moda com a guia Cintia que me contou um pouco dessa história. Vale muito a pena fazer esse tour para conhecer um pouco da história da moda em Milão.

Aproveitei a noite Milanesa no Spoon Restaurant & Lounge.

Compartilhe!

1 Comentário

  1. Obrigado por compartilhar! Eu realmente aprendi muito.

Deixe um comentário